Blackacheadas



A história do Blackacheadas começou há cerca de 2 anos, quando Vivi Olly se viu desolada, chorando porque a chapinha e secador estragaram em um intervalo de menos de 15 dias, 

Foi então que depois de muita pesquisa sobre como lidar com o seu cabelo, que decidiu passar pelo BC (Big Chop), processo onde cortamos toda a parte alisada do cabelo e esperamos o crescimento natural, assumindo assim a estrutura original do seu crespinho. 

Começar pelo cabelo foi, pra ela, o passo primordial pra que visse que não era só o meu cabelo, não era o crespo escondido que a fazia querer esconder sua personalidade e identidade. 

Sua negritude foi redescoberta, e se sentiu, pela primeira vez, feliz de fato com o seu cabelo, como Deus a deu. 

Depois do cabelo e da estética negra, linda como tinha de ser, veio o entendimento do seu biotipo. Era a louca das dietas malucas, e tudo o que imaginarem de dieta pra ficar com o corpo de Gisele, pasmem, ela fez.

Modelava quando era criança, mas tinha o sonho de desfilar pelas passarelas destruído devido ao ganho de peso na adolescência. 

O universo Plus Size ainda não existia, menos ainda pra uma menina do interior, então sempre se cobrava um corpo de modelo para que pudesse trabalhar no mundo da moda, o que não adiantou nada. 

Por mais que as pessoas comparem a Vivi de agora, com a de 2014, dizendo que ela estava mais magra, isso não a faz arrepender de suas escolhas, e não tira de seu coração a certeza de que agora é uma mulher, crespa, negra, linda, gorda e, o mais importante, muito feliz. 

Ela entende que sua genética é de mulher gorda, e assim se intitula: PRETA E GORDA, e após anos fazendo dietas mirabolantes, buscando um corpo que se enquadrasse nos rótulos impostos a ela, hoje mostra que nunca é tarde para um recomeço.  

Então, decide voltar co tudo para a vida de modelo, participando do Miss MG Plus Size Oficial, e, pra recomeçar com o pé direito, fica entre as cinco primeiras colocações e tem reconhecimento na moda Plus Size, e em pouco tempo desfila no maior evento do segmento no país, o Fashion Weekend Plus Size. 

Torna-se, finalmente, uma mulher completa, que foi, a duras penas, ensinada a se amar na mesma proporção que um dia se odiou. 

Quando se viu linda, as pessoas a sua volta notaram 'escurecidamente' a diferença. Passou a me vestir sem medo de usar cores, de ser a Vivi feliz que vemos hoje.

Hoje o blog não é mais um espaço onde fala de cabelo. Vai muito além, tem tudo o que faz parte do cotidiano de uma mulher negra, gorda e crespa, fazendo com que suas leitoras se sintam representadas, sempre lindas, por dentro e por fora. 

Fala também de cuidado com cabelos crespos, com receitas naturais e resenhas, moda Plus Size, comportamento, maquiagem e muito mais, o blog trata dos mais diversos assuntos com muito bom humor!

Telefone: (31)  973588285 

E-mail: contatoblackacheadas@gmail.com

Vivi Olly

Conheça mais sobre a sua história

Empreendedora na loja Laces Point Brasil, loja virtual de laces e wigs (perucas), que valorizam ainda mais a estética de seus usuárixs, e dá liberdade de escolha dos mais diversos looks, para diferentes gostos e ocasiões. Graduada em Comunicação - Publicidade e Propaganda, Vivi Olly é uma mulher negra e gorda que se tornou modelo Plus Size depois da aceitação da sua estética. Ativista digital, escreve para o blog Blackacheadas em busca do empoderamento e ocupação dos espaços que são de direito da mulher negra, crespa e gorda. Miss Minas Gerais Plus Size Oficial, inspira seguidoras a manter sua autoestima elevada através das redes sociais que permeiam o blog.